Eu coração São Paulo


Conheço muito pouco dessa cidade que tem 1000 Km², conheço pouquíssimos de seus 10 milhões de habitantes (menos ainda dos 20 milhões da Grande São Paulo), mas tudo e todos são apaixonantes. Se não fosse a cidade não teria esses números enormes. Se não fosse, todos os que chegam aqui não ficariam, não voltariam, não trariam amigos, filhos, pais, irmãos.

Ao mesmo tempo que é massacrante, grande, concreta, dura, cinza, São Paulo é acolhedora, para alguns aconchegante. Há quem não se sinta em casa em qualquer outra cidade, campo, praia, nada é tão bom quanto a poluição, movimento da capital.

Existem São Paulo pra todos os gostos. Cinemas, museus, bares, parques, ruas calmas, ruas agitadas, comércio, teatros. Tudo que você pensar, pode encontrar aqui, é só procurar um pouco. Tem lugares para ir com amigos, pais, primos, namorados. Programas para manhã, tarde, noite, madrugada, e até rolê eterno. Numa cidade que tem uma praça em cima de uma caixa d’água, um sebo em baixo da Avenida Consolação e mais outras esquisitices perdidas por aí, tudo é possível.

São Paulo me dá arrepios. Se ela é caótica hoje, como será no futuro? A cidade é um espelho da bagunça do mundo moderno, impossível saber quanto tempo isso vai durar, o trânsito, a correria, a poluição. É como se a cidade fosse um de seus moradores: sempre correndo atrasado, trabalhando de dia, saindo a noite, bebendo, fumando, entupindo seu corpo de males, mas tudo está bem até o colapso.

Não quero dar lição de moral, não estou aqui pra isso, mas temos que ajudar nossa cidade (também) maravilhosa a respirar, a não enfartar. Ela tem só 454 anos, é jovem e ainda tem séculos pela frente.


Paulistanos, de alma e coração, provem seu amor por essa cidade imensa e andem mais de bicicleta, peguem carona, não joguem lixo na rua, não passem no sinal vermelho, não buzinem à toa, comprem carros à gás, ceda seu lugar à gravidas, idosos ou portadores de deficiência física. Qué dizê! Sejam bons cidadãos, respeitem a cidade e seus outros moradores.


Eu (L) SP!

São Paulo por:
Demônios da garoa
Fernanda Abreu
Inocentes
Sílvio Caldas
Premeditando o breque (premê)
Tom Jobim
Tom Zé

One comment

  1. Tatá · January 25, 2008

    Elisa! Para de se estranha e entra na internet de manha!! Dorme menina!!
    :P

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s