Propaganda enganosa

Engraçado como por mais sincera que eu seja, ainda posso me vender de forma errada para as pessoas:

Fulano : Bla bla bla como assim carente? bla bla

me: ??

Fulano: em pratos limpos, elisa vc parece não se importar quando um relacionamento termina bla bla bla

me: eu nao me importo qdo um relacionamento termina!?!?!?!?!?!?!?!

EU nao me importo?!?!?!?!!?! Fulano: é

me: EU of all people??????

E a conversa seguiu comigo (meio inconformada) explicando ao guri por que sou carente e que mal com o fim de um relacionamento.

Mas depois que a conversa acabou, parei pra pensar como a internet engana bastante. Pra quem me conhece ao vivo, me vê todo dia, segura minhas barras, é ÓBVIO que eu sou carente, mas pro Fulano, que fala comigo mais pela internet, isso não fica claro. E é fácil entender por que: eu uso a ironia a todo momento, na alegria ou na tristeza. Ao vivo, eu faço palhaçada, mas as pessoas vêm meu nariz e olhos vermelhos de chorar, e percebem facilmente que aquilo é só pra não ficar pior ainda. Na internet isso não é visível. O Fulano só lê minhas piadas, não existe (ainda) um sensor de lágrimas no teclado (e minha webcam não funciona).

Devo dizer que é a segunda vez em pouco tempo que eu vejo como a internet pode enganar. Além do Fulano, converso também com um Putinho pela internet, muito mais do que ao vivo. Pude notar que o Putinho é mais legal online!

Eu acho a internet, os IMs, Twitter, tudo isso muito foda: você conhece alguém, entra no orkut, follow no Twitter, conversa no MSN e é uma forma muito mais fácil de manter contato. Não fosse isso, acho que não seria amiga de Fulano, Putinho e muitos outros pseudonimos. Não vou entrar naquela lenga lenga de “a internet é uma faca de dois gumes, que une e afasta” por que acho isso tudo muito clichê, desnecessário e não concordo plenamente, mas deixa pra lá. Quando estou digitando tento ser o mais sincera o possível: como não vemos o outro, é perigoso deixar margem pra segundas interpretações, podemos ser entendidos de forma oposta à que queremos. Mesmo sem querer, meu amigo achou que eu agüentava de boa fins de namoro, quando na verdade, isso passa longe de mim.

Moral da história: Cuidado com a forma que vocês falam online, crianças! (parágrafo for dummies, para evitar mal-entendidos)

3 comments

  1. Fulano, o guri que não gosta do putinho · March 26, 2008

    Pelo menos te motivei a escrever um post, vai… mais trabalho, menos caraminholas na cabeça!

    Sinto-me honrado com a homenagem anônima, hahahahahaha…

    Bjos eliseenha!

  2. Letícia · March 27, 2008

    Haha, ok. Sua letra é ‘C’. Quando postar, me avise. :)

  3. Filipe · April 4, 2008

    Concordo com você: a internet é bem perigosa…
    Desconfio ter quebrado alguns paus homéricos via internet por conta de interpretações equivocadas.rs
    É mesmo difícil para quem escreve deixar claras as intençõe sem entonação, expressão facial, linguagem corporal ou o que seja.
    É delicado e complicado, mas, admito, acho emiessieni, orkut e outros o máximo. =)
    Beijos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s