Let’s put a smile on that face!

E é exatamente isso que Batman Cavaleiro das Trevas faz com os fãs. O filme é todo bom, não sei se é por que não vou com a cara do Cristian Bale aquela boca dele me irrita, eu descobria num minuto quem era o batman só com aquele bico mas os vilões roubam muito a cena. Todo mundo tá falando horrores do Coringa – muito merecido – mas o coitado do Duas Caras se fode todo e ninguém fala nada dele. Mas vamos por partes!
Como sempre, gosto de esclarecer que nunca li nada e todos os meus julgamentos são baseados em filmes vistos antes e no desenho do Batman de queixo quadrado que passava na Warner nos sábados de manhã – junto com Animaniacs e Frakazóid.
O Batman acaba ficando meio apagadinho com o Coringa sendo marcante desde o primeiro instante que aparece na tela. Diga-se de passagem, lembro da primeira fala dele, e olha que não estava em nenhum trailer. E claro, a campanha viral também serviu pra deixar o sorriso do coringa bem marcado na nossa mente.
De fato, Heath Ledger tá fodão, mas ninguém falou muito do Aaron Eckhart, intérprete de Harvey Dent que mais tarde se torna o Duas Caras. Essa mudança no personagem que é muito boa, a forma como a vingança e a loucura entram no cérebro do promotor é assustadora.
O meu maior medo, e acho que de todos que participaram mesmo de longe de todo o ARG, era que o filme não fizesse juz a campanha promocional, mas Cristopher e Jonathan Nolan conseguiram fazer um roteiro à altura (estranho exigir que o cinema se equipare ao marketing, mas tudo bem). A história tem muitas reviravoltas, mas o espectador não se confunde trama em hora nenhuma. Não há nada sobrando, tudo foi na medida certa para contar ao público a loucaura de Coringa e Duas Caras, sem deixá-lo entediado com todas essas voltas da história.
Vale lembrar que a campanha viral não foi àtoa, um dos membros do Citizen for Batman, aparece no filme, fora todos os pseudo batmans que estavam à solta por Gotham.

ATENÇÃO ZONA DE SPOILERS!!!
Dois diálogos do Coringa com o Batman e um do Duas-caras com James Gordon merecem uma atenção especial. O primeiro acontece quando o Coringa é preso, o Batman vai até lá pra arrancar informaçõe sobre o paradeiro da mocinha e esfrega o piadeiro na parede, joga ele contra o vidro, bate com sua cabeça na mesa, e tudo mais que ele tem direito. O segundo, mais pro final, e particularmente o meu favorito, em que o Batman pendura o Coringa de cabeça pra baixo e ele fala sobre como o Batman não vai mata-lo e como ele não matará o cavaleira das trevas por que ele é “muito divertido”. Quando era pequena, vi um diálogo muito parecido, ou qualquer coisa do tipo no Batman do queixo quadrado, e nunca mais me esqueci daquilo, mas agora a conversa parece muito  mais fodona do que na época.
A conversa entre Duas-caras e Gordon acontece enquanto o primeiro ameaça toda a família do outro, explica para ele de onde e como funciona a sua loucura vingança.

Ah, e sobre o Heath Ledger merecer um Oscar póstumo, fico um tanto confusa sobre até que ponto é merecido e até que ponto é puxa-saquísmo das pessoa, mas isso é discussão pra outro post.

Aproveito e coloco os sites da campanha, tanto em português quanto em inglês pra quem ainda não brincou.
Why sou serious?
Por que tão sério?
I believe in Harvey Dent
Eu acredito em Harvey Dent
Citizens for Batman
Agora só quero aproveitar o deleite que foi ver o filme antes de todo mundo.

hahHAHahHAHhahHAHahHAHhahHAHhahHAhahHAHhaHAHahHAHhaHAHhahAHhahHAHhahAHhahHAHahHAHahHAHhaHAHhahAHhahHAhahHAHha

One comment

  1. Juju · July 17, 2008

    A hora que aparece escrito ai em cima “Zona de Spoilers” eu pulei completamente.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s