RIP El Malak

Hoje, dia 18 de dezembro, vivemos o final de uma era. Hoje foi o último dia de trabalho do Bigode na Al. Santos, 805. Só quem esteve entre suas paredes amarelo esverdeadas e provou suas esfihas sabe o que foi o El Malak. Malako para os íntimos.

O El Malak foi palco de muitos NOBs, comemorações, aniversários e vai deixar saudade nesse público que ficou cativo. Não se sabe o que foi que nos atraiu: a cerveja, o Bigode, a proximidade do metrô, a espada, ou tudo ao mesmo tempo.

Meus dois últimos aniversários tiveram o Malako como palco, minha primeira tequila foi tomada naquela varanda, levamos video games, fizemos piadas, ficamos bêbados, tudo testemunhado pelo Bigode.

A vida foi ficando mais difícil, e assim como muitas vezes deixamos de ver amigos queridos, sempre deixando mais pra frente, me afastei do El Malak, mas ele nunca deixou meu coração. E assim como um amigo que se vai de repente, e não temos chance de nos despedir, o El Malak foi, e vai deixar saudade, lembranças…

Por mais patético que possa ser, escrevo esse texto com um nó na garganta. Aquele bar amigo vai fazer falta. Suas esfihas, cervejas e garçons pacientes.

Obrigada, El Malak, pelas lembranças, e por ter sido palco de momentos importantes da minha vida.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s