Na Pressão

Meu trabalho atualmente é bem físico. Fora o plano do dia de “vou começar fazendo tal e terminar fazendo outro tal” preciso pensar muito pouco no que estou fazendo no momento. Na Ioga aprendi que é sempre bom estar no presente, mas isso é um desafio magnânimo pra mim, então, minha cabeça raramente está junto do corpo naquelas 7h20min da função.

Com isso tenho muito tempo de pensar. Em coisas boas e em coisas ruins. Em coisas úteis e inúteis. Em coisas que nunca vão acontecer e em coisas que acontecerão assim que eu sair dali. Quase um ócio criativo. O duro, é que no meio de tantas ideias muitas delas se perdem e eu não consigo desenvolver com papel e caneta na mão, ou um teclado na ponta dos dedos.

Minha cabeça anda a todo vapor, parece uma panela de pressão ali no fogo, esquentando, esquentando, esquentando, mas a válvula parece entupida. Hora ou outra ela explode, jogando feijão no teto, lágrimas pelo rosto, e palavras sem sentido, como essas. Mais um desabafinho que um texto propriamente dito.

Espero conseguir desentupir a válvula, fazendo o calor e a pressão saírem de pouquinho, sem causar grande estrago.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s