92 Dias Sem Consumo – Um mês pensativo

Janeiro, a vida começa a voltar ao normal, e com ela as compras e não compras.

Logo no segundo final de semana do ano passei por uma tentação daquelas! Fui ao shopping com o namorado, aproveitar o ar condicionado, tomar um sorvete, quando entramos numa loja bacana e vejo um short lindo. Lindo. Lin-do. Provei o bendito, andei de um lado pro outro com ele na loja, pensei, pensei, pensei e concluí que não preciso desse short. Que tenho outros três em casa – não tão baphônicos quanto, porém com a mesma função – e deixei o bonitinho pra trás.
Mas esse episódio me fez pensar no porque desse desafio. Eu nunca fui uma pessoa über consumista, só quando viajo ou encontro peças muito legais. Eu não sou a loca de “compro tudo que vejo pela frente” mas a loca do “sonhei com uma peça assim e assado, será que ele existe?” e aí procuro a bendita.
Normalmente já me questiono qual a necessidade de comprar isso, de comprar aquilo. Sem o desafio, eu ia ficar andando com o short pela loja, pensando se quero, se devo, se vou usar e etc, mas provavelmente ia sair de lá com ele.
Será que eu preciso passar um ano todo de dieta de compras? Será que só alguns meses vão me deixar ainda mais consciente?
Depois de sair da loja pesquisei pela internet se aquela marca estava envolvida em trabalho escravo ou similar, pelo que eu vi, não. A Memove é do mesmo grupo da Siberian e parece que eles ficam em cima dos fornecedores pra garantir a qualidade das condições de trabalho, tem até uma parte do site voltada a isso. Acho bem legal, mas sempre fico com o pé atrás, afinal grandes marcas e corporações não costumam ter um coração, muito menos bom. [Espero estar errada] De qualquer forma, eu não tenho o dom da costura, e nem sempre vou conseguir comprar roupas e produtos de pequenos produtores. É legal saber que existem opções a todo esse hall de marcas que realmente está envolvida em denúncias.
****
Logo no primeiro mês de desafio tinha comentado que precisava comprar uns equipamentos para ajudar com meu ombro. Pois bem, esperei até agora, quando entrei no site, o preço do produto estava ainda mais baixo que nos meses anteriores. Comprei e sou a feliz proprietária de faixas elásticas para fortalecer os músculos!
Comida continua sendo minha válvula de escape, mas estou bem mais controlada ultimamente.  \o/
Fiz uma compra, não exatamente necessária nesse momento, e que quebra a regra do “não comprarás nada de enxoval”: eu e o namorado decidimos comprar uma cama de casal. Sair do aperto da cama de solteiro e assumirmos essa compra, que chegaria eventualmente. E melhor agora do que quando formos morar juntos e precisarmos montar cozinha, sala, quiçá ir atrás de armários.
Os envelopinhos de dinheiro que ganhamos no natal viraram esse bem comum. E não me arrependo.
O terceiro mês sem compras foi bem mais reflexivo, e incrivelmente tranquilo, que os anteriores. Sim, consumi, mas nada que me deixasse com dor na consciência.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s